INSTALAÇÃO

A KIND OF BLUE

Isabel Nogueira e Paulo Furtado



Local | Casa da Farmácia Pinto, Largo Pintor Gata

Concepção, texto e imagens | Isabel Nogueira

Banda sonora original | Paulo Furtado

“Há sensivelmente vinte anos (1993), Krzysztof Kieslowski e Derek Jarman realizavam dois filmes com o mesmo título: Blue. Ambos nos remetem para um universo que tem início na cor, mas que segue infinitamente para além dela. E que, inclusivamente, se liga de modo intenso com a música que, por conseguinte, assume uma tónica determinante nos filmes em questão.

Krzysztof Kieslowski constrói um filme narrativo, contrariamente a Derek Jarman, que nos convida a entrar por uma hipnótica sucessão de quadros de texto e azul saturado. Curiosamente, Blue – no caso de Kieslowski, a par da trilogia Blanc e Rouge, ambos de 1994 – foram os derradeiros filmes dos realizadores. Talvez aqui resida algo de confessional, dorido, inquieto e feliz, ao mesmo tempo. Num estado de condensação incómoda e bela. Esta instalação encontrou um ponto de partida neste universo, reinventando-o: A Kind of Blue.”

Isabel Nogueira


A noite ia longa.
No escritório, o pai escrevia na máquina verde petróleo. Olivetti Studio 45.
A fita deixava-se martelar sem esforço. E com uma certa melancolia sincopada.

(som de máquina de escrever)

Por cima da secretária o candeeiro de sempre. Quando levantava os olhos, as lentes dos óculos reflectiam as lâmpadas. Numa espécie de visão etérea.

Outubro. No dia seguinte era dia de caça.
Às 5.00 hora da manhã a matilha de cães tornava-se ensurdecedora.
O dia começava a nascer.


O livro que resulta da instalação editado pela Alambique – Lisboa será apresentado no dia da inauguração, 11 de Julho, por António Câmara com a presença dos autores.