INSTALAÇÃO SONORA

THE WORK QUARTET

MIKHAIL KARIKIS



Local | Sala de exposições temporárias do Museu Grão Vasco

The Work Quartet (2011-2014) reúne quatro grandes projectos audiovisuais do artista Mikhail Karikis, filmados em locais que vão de uma mina de carvão inglesa, à pesca de conchas numa remota ilha vulcânica no Pacífico Norte, a um escritório impessoal na cidade de Londres e uma imponente estação de energia geotérmica em Valle del Diavolo, na Toscana. Cada filme é sobre uma comunidade diferente e explora o papel que o som tem na criação de um sentido de pertença a um colectivo e uma identidade profissional. É, ao mesmo tempo, um reflexo das circunstâncias específicas de cada comunidade, em termos sócio-políticos, culturais e psicológicos relacionadas com os efeitos da pós-industrialização, automação, desemprego e censura no local de trabalho. Criado em colaboração com três gerações de comunidades, The Work Quartet de Karikis afirma a ligação das pessoas com o local onde trabalham e reflecte sobre a procura da dignidade através da labuta, ao mesmo tempo evocando futuros, possivelmente diferentes, desejados e imaginados.

Mikhail Karikis | Artista de origem grega baseado em Londres que trabalha internacionalmente. Conhecido pela sua exploração da voz e noções de comunidade, o seu trabalho em vídeo, instalações de som, arte performativa, fotografia, é abraçado por museus e salas de concerto. Karikis exibiu na 19 ª Bienal de Sydney (2014), na Tate St Ives (2013 ), Manifesta 9 (2012) e na 54ª Bienal de Veneza (2011). Mostras recentes a solo incluem Children of Unquiet no Villa Romana, Florença, Itália (2014) e na Galeria Eduardo Fernandes, São Paulo, Brasil (2014). Karikis é também um investigador da Universidade de Brighton, Inglaterra.